quinta-feira, 22 de abril de 2010

SALA DE AULA


Bocejos, barulho, bilhetes
Réguas, tabuadas, macetes
Tudo na sala de aula é motivo de riso
Menos a matéria
Essa didática sem alma
Tática desgraçada do professor
Pra conter desejos espúrios
A sala de aula é tudo, menos pudor.
E os olhos vidrados
No relógio estático
Esperando dar certa hora
Pra que meu Deus?
É claro: ir embora!

Um comentário:

INFETO disse...

"Tchau minha pró, tchau meus coleguinhas eu vou pra casa para ver minha maezinha" abraços

http://poesiafotocritica.blogspot.com/